O texto desta página na língua original inglês foi recentemente alterado. A tradução deste texto para português está em curso.
Swipe to change

Sistemas de formação de advogados

As ordens de advogados, as sociedades de advogados, os formadores profissionais e as universidades são os principais organizadores dos estágios de advocacia nos Estados‑Membros da UE. Em alguns Estados-Membros, esta função cabe aos tribunais de segunda instância e ao Ministério da Justiça. A supervisão da formação contínua, se existir, é garantida pelas ordens de advogados.

Não há tradução oficial do texto que está a consultar.
Pode acederaquia uma tradução automática do texto. Nota: a tradução automática destina-se apenas a facilitar a compreensão de textos numa língua estrangeira. O proprietário desta página declina qualquer responsabilidade pela qualidade do texto traduzido automaticamente.

Em seguida, apresentamos fichas informativas que descrevem os sistemas de formação dos advogados nos Estados-Membros da UE. Podem ser úteis para as Ordens dos Advogados nacionais e ajudam na comparação da formação recebida pelos advogados que pretendam exercer o direito à liberdade de estabelecimento noutro Estado-Membro.

As fichas informativas foram elaboradas pelo Conselho das Ordens dos Advogados da União Europeia (CCBE) e o Instituto Europeu da Magistratura e das Profissões Jurídicas do EIPA, no âmbito do projeto-piloto sobre a formação judiciária europeia. Clique aqui para obter mais informações.

Última atualização: 20/09/2018

Manutenção da página: Comissão Europeia. As informações constantes desta página não refletem necessariamente a posição oficial da Comissão Europeia. A Comissão declina toda e qualquer responsabilidade relativamente às informações ou dados contidos ou referidos no presente documento. Quanto às regras de direitos de autor aplicáveis às páginas europeias, queira consultar a «advertência jurídica».

Observações

Use o formulário abaixo para nos transmitir as suas observações e dizer o que pensa sobre o novo sítio